Sábado, 15 de Agosto de 2009

eternamente em banho maria

Não sei por onde começar. Não posso dizer o que quero, nem a quem quero, nem quando quero. É...ele há dias assim, em que a vida de repente não é feita de quereres, mas de sentido de oportunidade, sensibilidade e pronto, bom senso. Coiso.

Um quadradinho, trala lá...

Mas quando a água ferve, há imensas possibilidades para o tacho. Ferve até evaporar, até não haver mais nada. Pena é que termine com tudo queimado. Ferve e desliga-se o lume. E quê, o que é que se faz à água quente? Espera-se que arrefeça? Não tenho paciência. Aparentemente já tive, mas agora não estou com a mínima paciência para ter paciência. Olha, paciência! Deita-se a água quente fora?

Dois quadradinhos, trala lá...

Embacia-me os óculos e de certezinha que esta água em especial me iria salpicar e queimar um bocadinho o pulso.

Três quadradinhos, trala lá...

Tu não deixas. Desaparece.

Quatro quadradinhos, trala lá... E podia estar a cantar isto bem mais tempo, por aqui fora.

de J às 11:27
| Diz-me

|mim

|procuras...?

 

|Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

|o que me anda na cabeça

| mudança

| faz-me espécie...

| mais docinha

| Não é mau humor. É sem má...

| fadinho

| closet

| Não é. Foi.

| querido Pierce,

| irremediavelmente cativad...

| abananço

|últimos pensamentos

| Fevereiro 2010

| Janeiro 2010

| Dezembro 2009

| Novembro 2009

| Outubro 2009

| Setembro 2009

| Agosto 2009

| Julho 2009

| Junho 2009

| Maio 2009

| Abril 2009

| Março 2009

| Fevereiro 2009

| Janeiro 2009

| Dezembro 2008

| Novembro 2008

| Outubro 2008

| Setembro 2008

| Julho 2008

| Maio 2008

| Abril 2008

| Março 2008

| Fevereiro 2008

| Janeiro 2008

| Dezembro 2007

| Novembro 2007

| Outubro 2007

| Setembro 2007

| Agosto 2007

| Julho 2007

| Junho 2007

| Maio 2007

| Abril 2007

| Março 2007

blogs SAPO

|subscrever feeds