Segunda-feira, 30 de Março de 2009

vazio

Como é que se entra na minha vida daquela maneira?

Um furacão que ultrapassa o batimento cardíaco, acelera e faz falhar batidas hora sim, hora sim, minuto sim, minutos sim. É o coração que não se aguenta e o chão que nos falha. Ficamos com os pés no ar sem a sensação de cair, porque há um ar quente e doce que eleva o coração, incha e explode em mil batimentos por segundo.

Por um acaso, nada se fazia esperar de nada. Depois, o muito. O tudo. O sempre. O nunca.

E agora, o nada. O vazio.

Pensar que foste tudo para mim. Que continuavas a ser, de uma nova maneira, apesar de tudo. Que sentir que ali estavas dava a ilusão de que não tinhas desaparecido e que havia alguma ligação, apesar de tudo. Ténue, virtual, mas havia. Eu podia ver-te, tu podias ver-me. E agora, nada. O nada. O sentimento de ar que não se consegue respirar porque não existe.

Dava tudo para que muita coisa tivesse sido diferente. Como é que a dor pode ser menos dor? Como é que se magoa devagarinho? Como é que se diz aquilo que não se quer ouvir, mas que tem que se dizer, senão não me reflecte? Como é que o arrependimento queima desta maneira, pela vez em que fui até ti e depois esperava que fosse tudo diferente, quando já estava tudo mudado?

Sinto que não te conheço. Não sei quem és, agora. Não sei. Não sei. Não sei. Não sei. E isso dá cabo de mim. Como é que não sabemos nada de alguém que, meu Deus, é tão, tão importante na nossa vida? Não tenho direitos nenhuns. Só obrigação de respeitar o vazio.

 

de J às 10:21
| Diz-me
1 comentário:
De Ana a 7 de Abril de 2009 às 14:11
Belíssimo!
Gostei demais do texto!
se puder dá uma passada: www.anatonheiro.blogs.sapo.pt
beijos

Comentar post

|mim

|procuras...?

 

|Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

|o que me anda na cabeça

| mudança

| faz-me espécie...

| mais docinha

| Não é mau humor. É sem má...

| fadinho

| closet

| Não é. Foi.

| querido Pierce,

| irremediavelmente cativad...

| abananço

|últimos pensamentos

| Fevereiro 2010

| Janeiro 2010

| Dezembro 2009

| Novembro 2009

| Outubro 2009

| Setembro 2009

| Agosto 2009

| Julho 2009

| Junho 2009

| Maio 2009

| Abril 2009

| Março 2009

| Fevereiro 2009

| Janeiro 2009

| Dezembro 2008

| Novembro 2008

| Outubro 2008

| Setembro 2008

| Julho 2008

| Maio 2008

| Abril 2008

| Março 2008

| Fevereiro 2008

| Janeiro 2008

| Dezembro 2007

| Novembro 2007

| Outubro 2007

| Setembro 2007

| Agosto 2007

| Julho 2007

| Junho 2007

| Maio 2007

| Abril 2007

| Março 2007

blogs SAPO

|subscrever feeds