Quinta-feira, 15 de Maio de 2008

sugadouro

Vou cortar o cabelo. Porque foi a primeira coisa que me apeteceu e não foi pelo teu já ter voado. De repente senti-me ridícula com isto, assim, aqui e uma tesourada deve avivar os caracóis perdidos. Não sei. Se sim. Se não. Um dia? Mas que dia? Nunca mais digo um dia. Porque tinhas que fugir. Porque enquanto não fugisses, não te encontravas e sim, andavas fugido de ti. Não querias dizer que gostavas de mim. Deixei de te sentir e de saber o que sentias. Estavas ali, mas ausente. Mais vale pensar que nada dura para sempre. Nem um dia, um dia. Se quiseres que venha, diz-me, fala-me, puxa-me, leva-me, voa-me. Aí talvez vá contigo. Agora sinto-te ali e não tenho força para te levar para aqui.

Porque sim. Porque não. Dói. Muito. Pouco. Assim-assim. Um dia.

Sapatos do dia | de chuva. Cinzentos.

de J às 13:06
| Diz-me

|mim

|procuras...?

 

|Fevereiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

|o que me anda na cabeça

| mudança

| faz-me espécie...

| mais docinha

| Não é mau humor. É sem má...

| fadinho

| closet

| Não é. Foi.

| querido Pierce,

| irremediavelmente cativad...

| abananço

|últimos pensamentos

| Fevereiro 2010

| Janeiro 2010

| Dezembro 2009

| Novembro 2009

| Outubro 2009

| Setembro 2009

| Agosto 2009

| Julho 2009

| Junho 2009

| Maio 2009

| Abril 2009

| Março 2009

| Fevereiro 2009

| Janeiro 2009

| Dezembro 2008

| Novembro 2008

| Outubro 2008

| Setembro 2008

| Julho 2008

| Maio 2008

| Abril 2008

| Março 2008

| Fevereiro 2008

| Janeiro 2008

| Dezembro 2007

| Novembro 2007

| Outubro 2007

| Setembro 2007

| Agosto 2007

| Julho 2007

| Junho 2007

| Maio 2007

| Abril 2007

| Março 2007

blogs SAPO

|subscrever feeds